Guarapuava/Poker - PR 5 x 2 Floripa Futsal - SC
Intelli - SP 4 x 4 Umuarama - PR
Copagril - PR 4 x 6 Concórdia - SC
Corinthians - SP 5 x 2 Joinville/Krona- SC

Paulista Mirim Interior contará com equipes de três cidades  •  Com 20 clubes, Liga Futsal acontece só depois da Copa  •  Liga Paulista de Futsal começa nesta segunda com 20 equipes  •  Fundação e Filsan recebem abertura do Paulista Mirim   •  Liga Futsal entra nas quartas de final  •    
caderno Opinião
WO: cadê a indignação dos nobres?

Zé Luis Munuera

As vezes é difícil entender determinadas coisas que parecem óbvias. Mas, refletindo num todo é simples de chegar a uma conclusão mais óbvia ainda: num país dominado pela corrupção e descalabros, que nada mais são um reflexo da sociedade em que vivemos, a gente só pode esperar coisa podre, principalmente no esporte brasileiro, dominado por imperadores que se perpetuam no poder, haja vista os descalabros do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que pinta e borda e ninguém o tira de lá, muito pelo contrário, os cartolas de clubes subservientes o apóiam para ficarem de bem com o manda-chuva, gozando de benefícios aos amigos. O mesmo ocorre no futsal, infelizmente.
Essa explanação toda tem um único objetivo: demonstrar a indignação pela decisão do Campeonato Metropolitano paulista sub-13 terminar com wo técnico do Juventus, levando o Corinthians ao título.
WO que foi provocado pelo próprio Corinthians, que impediu nove jogadores que paralelamente ao futsal do Juventus jogam campo pelo Corinthians. E aceito tanto pelo Juventus quanto pela Federação Paulista, que apesar de ser de futsal e não de futebol, aceitou o WO por uma imposição do Timão.
Uma covardia em várias frentes. A começar pela direção do Corinthians, que alega que são jogadores do clube e não poderiam ir contra o patrimônio; passando pelos pais dos atletas, omissos, medrosos e subservientes a uma hierarquia ilusória, de achar que isso os ajudará a conquistar uma carreira de futebolista para seu filho. Mentira, se tiver que ser será pelo Corinthians ou qualquer outro clube; chegando ao Juventus, que sabia que isso ocorreria, pois nos dois jogos anteriores pela fase classificatória já aconteceu; e chegando à Federação Paulista, mais uma vez omissa, pois deveria ter tomado medidas sérias, no que lhe é dever de cumprir normas e regulamento, que é a eliminação do Juventus caso desse mesmo o wo.
Se a Federação tivesse avisado que cumpriria as normas e regras do futsal com a eliminação, o Juventus jogaria, como o fez no primeiro turno e perdeu por goleada, mas jogaria. O wo foi um protesto.
E como ficam os atletas, membros de comissão técnica e modalidade? Pior, o que representa esse título para o Corinthians, principalmente nessas circunstâncias? Será que esse troféu fará diferença na galeria do Timão? São questões sem resposta. Até quando?

Demais notícias

  Eventos em destaque  
 
 
     
  Publicidade  
 







 
     
 

  Jornal do Futsal
Rua Palminópolis, 115 / 36
05584-090 - Jd. Boa Vista - São Paulo - SP
Fone.: (11) 3462-8861