Guarapuava/Poker - PR 5 x 2 Floripa Futsal - SC
Intelli - SP 4 x 4 Umuarama - PR
Copagril - PR 4 x 6 Concórdia - SC
Corinthians - SP 5 x 2 Joinville/Krona- SC

Paulista Mirim Interior contará com equipes de três cidades  •  Com 20 clubes, Liga Futsal acontece só depois da Copa  •  Liga Paulista de Futsal começa nesta segunda com 20 equipes  •  Fundação e Filsan recebem abertura do Paulista Mirim   •  Liga Futsal entra nas quartas de final  •    
caderno Internacional
Irã ganhou o Campeonato Asiático pela sétima vez

Apesar de alguns tropeços inesperados em seus primeiros confrontos, como o 3 a 1 a favor do Japão, e um empate em 3 gols com a Tailândia, na segunda rodada, o Irã sagrou-se campeão do Campeonato Asiático de Futsal deste ano, disputado na cidade Ho Chi Mihn, impondo-se merecidamente ao Japão, em 4 de junho, vencendo a final por 2 a 0.
Até o momento o Irã impera no continente, vencendo as sete edições do torneio, que começou em 1999. O Japão tem sido o único conjunto que tem ameaçado a supremacia iraniana, decidindo o título da competição nos últimos quatro anos.
Neste ano o Japão apareceu com opções e chances de levar o troféu para casa, principalmente porquê havia ganhado do Irã na semana anterior. Mas o Irã não permitiu, recuperou-se e manteve a hegemonia do torneio.
O pivô iraniano Vahid Shamsaee, artilheiro máximo da competição, com 23 gols, marcou logo aos três minutos de jogo. Mohsen Zarei ampliou o placar cinco minutos mais tarde, sentenciando de início a conquista. E não é que a partir daí os homens de Jurandir Azeredo ficaram acuados pelos rivais nipônicos.
O treinador ficou aliviado somente com o apito final. "A segunda partida contra o Japão foi tão difícil como a primeira, mas desta vez jogamos melhor e aproveitamos nossas oportunidades", disse. "Japão é um adversário complicado, mas nós rendemos o máximo", referendou Azeredo.

Trajetória
Na fase inicial o Irá venceu Butão (27x2), Kuwait (1x0) e Líbano (10x3), classificando-se para a segunda fase, onde era aguardado por Japão, Tailândia e China.
Depois de goleadas frente a Butão e Líbano, a magra vitória diante do Kuwait acendeu as chamas de alarme, fazendo os iranianos temerem estar começando a perder o domínio que vinham exercendo na competição.
Essa impressão foi reafirmada na fase seguinte, quando caiu diante ao Japão. Kogure Kenichito marcou dois gols no segundo tempo, enquanto que o terceiro foi obra de Fuji Kenta. Nos minutos finais Hossein Sultani diminuiu a distância para o Irã, porém, foi pouco, servindo apenas como consolo.
O empate contra a Tailândia, em 3 gols, no seguinte encontro, deixou os defensores do título a beira da eliminação. Necessitaram triunfar por 10 a 3, desta vez sobre a China, para ascender às semifinais, onde venceram comodamente ao Uzbequistão por 4 a 1.

Aspirando ao trono
Apesar de a imprensa e os torcedores considerarem que foi uma seleção iraniana muito frouxa, os apuros que passou também refletem o rápido progresso dos demais países asiáticos no âmbito do futsal.
Irã não havia perdido ou empatado nenhuma partida nas seis edições anteriores do torneio, por isso é que a derrota para o Japão e o empate com a Tailândia estão sendo considerados na Ásia como o prenúncio do fim de sua hegemonia.
China-Taipei, anfitriã do último Mundial de Futsal da Fifa, ilustra com perfeição o crescimento das demais seleções. Depois de obter uma valiosa experiência no torneio da Fifa, o jovem conjunto tem sido a revelação, com dois triunfos sobre a República da Coréia.

Líbano levanta a bandeira dos modestos
Durante as duas semanas que durou a competição, se introduziu um novo formato para a fase inicial de grupos. As oito melhores equipes se enfrentaram entre sí pelo título, mas a novidade esteve no fato que os dezesseis que já não tinham opções se distribuíram em quatro grupos para disputar um torneio secundário.
Depois de ser a sensação da primeira fase desse torneio, o Líbano se acostumou a ganhar, passando por 5 a 1 pela Malásia, 5 a 3 pela Indonésia e 1 a 0 por Macao, colocando-se assim nas semifinais, aonde superou a Palestina em um duro duelo. Os libaneses terminaram conquistando o título da repescagem ao vencerem o Iraque por 6 a 2 na final.

Reproduzido de www.fifa.com

Demais notícias

  Eventos em destaque  
 
 
     
  Publicidade  
 







 
     
 

  Jornal do Futsal
Rua Palminópolis, 115 / 36
05584-090 - Jd. Boa Vista - São Paulo - SP
Fone.: (11) 3462-8861